domingo, 26 de fevereiro de 2017

Mitos do Colesterol - Demonstração

Meu colesterol total está em 289! 

Quase 300 é exageradamente alto, segundo os padrões convencionais.

Mas que riscos o Colesterol alto provoca?
Resposta: Nenhum!
Dr. José Roberto Kater, assim como vários outros especialistas, demonstra que a presença do Colesterol na corrente sanguínea é indicativo de que eventuais processos inflamatórios estão sendo combatidos eficientemente.

Então, o Colesterol alto não acarreta entupimento das artérias causado pelas placas de gorduras?
Resposta: Não! A despeito do meu colesterol em quase 300, as minhas Artérias Carótidas Comum, assim como os Bulbos Carotídeos, as Artéria Carótidas Interna e Externa e a Artéria Vertebral, tanto esquerdas quanto direitas, encontram-se totalmente isentas de placas (Veja Resultado Fluxo aqui).

O Colesterol alto não "engrossa" o sangue e não reduz a fluidez nas artérias?
Resposta: Não! Mesmo com o Colesterol em quase 300, a capacidade de "bombeamento" (Débito Cardíaco) do meu coração que, seria ideal em 16,47 litros/segundo, é 20,73 l/s (26% acima da média de pessoas do meu perfil.
E a minha Capacidade coronária sistólica (Débito Sistólico), que seria ideal na casa dos 90,58 ml/sístole (0,09 litros por batida cardíaca), está em 121,21 ml/Sist (34% maior que a média das pessoas com perfil similar ao meu.

O Colesterol alto não compromete a potência do sistema cardíaco?
Resposta: Não! No teste Ergométrico, com esforço atingindo 106% acima da capacidade máxima prevista para o meu perfil, a minha pressão arterial retornou ao normal em menos de 3 minutos, sendo que o esperado seria de 5 a 6 minutos. Ou seja, eu tive uma Recuperação da pressão arterial, após o esforço, em quase 100% acima da média. (Veja Resultado Recuperação Pressão aqui)

O Colesterol alto não compromete a capacidade do sistema cardiovascular e pulmonar? 
Resposta: Não! No mesmo teste Ergométrico, com esforço atingindo 106% acima da capacidade máxima prevista para o meu perfil, o meu ritmo de batimento cardíaco caiu 21 BPM (Batidas Por Minuto) no primeiro minuto de descanso, sendo que o esperado seria a queda de 12 BPM. Ou seja, eu tive uma recuperação do ritmo cardíaco, após o esforço, em 75% acima da média. (Veja Resultado Recuperação Ritmo Cardíaco aqui).

Comer gorduras aumenta o Colesterol?
Resposta: Não! Ao longo das 3 semanas que antecederam o meu exame de Abril/2015 eu comi quase só gorduras, torresmo, carnes gordas, manteiga, nata, muito queijo e muito leite integral e o meu Colesterol total resultou em 234. Antes do último exame, de Janeiro/2017, eu me alimentei moderadamente em gorduras e o resultado foi 289.
Ou seja, ingerindo gorduras exageradamente, o resultado do meu exame de Colesterol foi 24% abaixo. (Veja Resultado Colesterol aqui)



* Marcio Almeida é Engenheiro Mecânico e Engenheiro Industrial, Administrador de Empresas, MBA em Gestão Governamental e Ciência Política, Especialista em Direito Administrativo Disciplinar, pesquisador autodidata em Nutrologia e Nutrição Esportiva, Meio-Maratonista, ex Diretor de Auditoria Legislativa e ex Presidente de Processos Disciplinares na Administração Federal Brasileira, M∴M.




Nenhum comentário: