segunda-feira, 4 de junho de 2012

O Homem Na Lua [Questionamentos e Dúvidas]

Durante 40 anos eu acreditei na façanha dos voos tripulados à Lua. Nunca havia cogitado qualquer suspeita, tampouco me detido sobre o assunto pra averiguar. Porém, por ocasião da comemoração de 40 anos do pouso da Apolo 11 na Lua, em Junho de 2009, assistindo alguns documentários, inclusive com depoimentos dos próprios astronautas protagonistas, me deparei com tantas inconsistências técnicas e tantos fatos nitidamente fantasiosos que não pude deixar de suspeitar! A partir daí me dediquei a analisar melhor os fatos e hoje não tenho a menor dúvida de que se tratou de uma fraude.

Além das muitas evidências verificadas nos próprios documentários e das pesquisas realizadas na Internet - onde se encontra diversas produções patrocinadas pela própria NASA tentando combater as denúncias de fraude que, ao invés de surtir efeito, acabam por reforçar ainda mais as suspeitas - tive também como uma das principais fontes de pesquisa o trabalho do pesquisador André Basílio, autor do livro "A Fraude do Século", cujo resumo encontra-se publicado AQUI (Clique e veja).

Uma importante fonte de pesquisa, reveladora da maioria das inconsistências é a própria foto divulgada pela NASA, que pode ser baixada em alta definição clicando AQUI. Observe-a bem e veja as considerações que faço em seguida, de modo a formar suas próprias convicções.

1)     Embora eu não seja um especialista em aerodinâmica, não posso crer que esse equipamento possa voar, sobretudo porque o mesmo não tem qualquer simetria.

2)    As máquinas fotográficas existentes em 1969, equipadas com filmes que foram desenvolvidas para registrar os efeitos da luz difusa da nossa atmosfera, seguramente não seriam capazes de fazer essa foto contra o sol, uma vez que o sol na superfície da lua é várias vezes mais intenso do que na Terra, com um nível de radiação infinitamente superior, devido à ausência de atmosfera que, aqui na Terra, age como um poderoso filtro atenuante. Veja a sequência de fotos comparativas abaixo e tire suas conclusões.
---
---

3)    O material predominante na constituição dessa suposta nave espacial tem a aparência nítida de que se trata de papel celofane brilhante e pano preto fosco? (Amplie a foto original e confira).

4)    A placa "UNITED STATES" é impressa numa folha de papel, aparentemente improvisada, e parece estar (mal) colada com fita adesiva (durex), já meio amarelada, sobre uma superfície amorfa (aparentemente tecido). Ressalte-se que a fita adesiva jamais se sustentaria num ambiente com vácuo absoluto e umidade zero, que altera temperaturas de  200º C negativos e mais 80º C positivos em questão de minutos.

5)    Também a outra inscrição pequena sobre uma tira de papel branco, localizada abaixo da placa "United States", assim como as bordas dessa espécie de saia alaranjada brilhante, da mesma forma está colada com durex.

6)    Conforme mostra a foto do item 3 acima, o sol está do lado oposto do "Módulo Lunar" e não há difusão da lua na atmosfera (inexistente na Lua), ou qualquer anteparo que reflita a luz atrás do fotógrafo, tampouco utilizou-se de flash para a realização da foto, conforme afirmaram os técnicos da NASA, então como é que o lado anterior está todo iluminado, como se houvesse um holofote por trás do fotógrafo?

7)    O tripé que aprece em destaque à direita da foto está apenas apoiado com o canto do tubo (solto) sobre uma espécie de bacia, sendo que o equipamento deveria ser um conjunto sólido, uma vez que o mesmo teria descido do céu, sofrendo impactos e solavancos.

8)   Se o "Módulo Lunar" aterrissou sob ação de um único jato, que teoricamente deveria reduzir a velocidade de queda (conforme mostrado na foto e conforme alegam os técnicos da NASA), como é que esse equipamento disforme, assimétrico e sem elementos de sustentação se equilibrou durante a descida?
Essa suposta descida contraria frontalmente a 2ª Lei de Newton, segundo a qual um corpo necessita de um referencial inercial de equilíbrio para se sustentar. Além disso, a exemplo dos aviões Harrier, de fabricação Inglesa, assim como os Helicópteros, a manutenção desse referencial inercial de sustentação requer a ação de forças fabulosas, conjugadas com formas simétricas.

9)    Se esse equipamento, de fato, desceu sob o efeito do jato, conforme se alega, como a descarga desse bocal que, naturalmente estaria expelindo gases incandescentes em altíssima temperatura, não queimou nem o tecido nem o papel que compõem o "Módulo"?

10)                      Como explicar o fato de que a ação desse poderoso jato, ao sustentar a descida do Módulo de centenas de quilos, sequer removeu pequenos grãos de areia no solo, imediatamente abaixo do bocal?
Ora, os gases expelidos por um propulsor a jato atingem velocidades de, no mínimo, centenas de quilômetros por hora, capazes de produzir grandes crateras num solo de areia seca. Portanto, não procede a teoria de que esse equipamento tenha descido ali, pois se a superfície da lua é formada por areia absolutamente seca e extremamente fina, conforme afirmam os próprios astronautas, então a ação desse jato teria levantado uma gigantesca nuvem de poeira que atingiria um raio de quilômetros.

11) Como explicar, ainda, que não há qualquer indício de poeira depositada sobre as partes do Módulo?

12)                       Se esse "Módulo" foi transportado da terra até a lua acoplado à nave Apolo 11,então como não aparece na foto nenhum dispositivo de encaixe ou de acoplamento?

Outro fato estranho e nunca explicado é que nenhuma filmagem de qualidade foi realizada pelos astronautas. As únicas imagens que existem dessa missão são gravas por meio da "filmagem de uma tela de TV". Ora, como é que uma missão dessa magnitude teria deixado de ser documentada com qualidade para que as fabulosas imagens fossem  guardadas nos anais da história da humanidade?

Além disso, a foto oficial apresentada pela NASA revela uma nítida montagem fotográfica, por sinal, muito mal feita. Vejam abaixo.