domingo, 26 de fevereiro de 2017

Mitos do Colesterol - Demonstração

Meu colesterol total está em 289! 

Quase 300 é exageradamente alto, segundo os padrões convencionais.

Mas que riscos o Colesterol alto provoca?
Resposta: Nenhum!
Dr. José Roberto Kater, assim como vários outros especialistas, demonstra que a presença do Colesterol na corrente sanguínea é indicativo de que eventuais processos inflamatórios estão sendo combatidos eficientemente.

Então, o Colesterol alto não acarreta entupimento das artérias causado pelas placas de gorduras?
Resposta: Não! A despeito do meu colesterol em quase 300, as minhas Artérias Carótidas Comum, assim como os Bulbos Carotídeos, as Artéria Carótidas Interna e Externa e a Artéria Vertebral, tanto esquerdas quanto direitas, encontram-se totalmente isentas de placas (Veja Resultado Fluxo aqui).

O Colesterol alto não "engrossa" o sangue e não reduz a fluidez nas artérias?
Resposta: Não! Mesmo com o Colesterol em quase 300, a capacidade de "bombeamento" (Débito Cardíaco) do meu coração que, seria ideal em 16,47 litros/segundo, é 20,73 l/s (26% acima da média de pessoas do meu perfil.
E a minha Capacidade coronária sistólica (Débito Sistólico), que seria ideal na casa dos 90,58 ml/sístole (0,09 litros por batida cardíaca), está em 121,21 ml/Sist (34% maior que a média das pessoas com perfil similar ao meu.

O Colesterol alto não compromete a potência do sistema cardíaco?
Resposta: Não! No teste Ergométrico, com esforço atingindo 106% acima da capacidade máxima prevista para o meu perfil, a minha pressão arterial retornou ao normal em menos de 3 minutos, sendo que o esperado seria de 5 a 6 minutos. Ou seja, eu tive uma Recuperação da pressão arterial, após o esforço, em quase 100% acima da média. (Veja Resultado Recuperação Pressão aqui)

O Colesterol alto não compromete a capacidade do sistema cardiovascular e pulmonar? 
Resposta: Não! No mesmo teste Ergométrico, com esforço atingindo 106% acima da capacidade máxima prevista para o meu perfil, o meu ritmo de batimento cardíaco caiu 21 BPM (Batidas Por Minuto) no primeiro minuto de descanso, sendo que o esperado seria a queda de 12 BPM. Ou seja, eu tive uma recuperação do ritmo cardíaco, após o esforço, em 75% acima da média. (Veja Resultado Recuperação Ritmo Cardíaco aqui).

Comer gorduras aumenta o Colesterol?
Resposta: Não! Ao longo das 3 semanas que antecederam o meu exame de Abril/2015 eu comi quase só gorduras, torresmo, carnes gordas, manteiga, nata, muito queijo e muito leite integral e o meu Colesterol total resultou em 234. Antes do último exame, de Janeiro/2017, eu me alimentei moderadamente em gorduras e o resultado foi 289.
Ou seja, ingerindo gorduras exageradamente, o resultado do meu exame de Colesterol foi 24% abaixo. (Veja Resultado Colesterol aqui)



* Marcio Almeida é Engenheiro Mecânico e Engenheiro Industrial, Administrador de Empresas, MBA em Gestão Governamental e Ciência Política, Especialista em Direito Administrativo Disciplinar, pesquisador autodidata em Nutrologia e Nutrição Esportiva, Meio-Maratonista, ex Diretor de Auditoria Legislativa e ex Presidente de Processos Disciplinares na Administração Federal Brasileira, M∴M.




segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

O que acontece se você come gorduras!

SABE O QUE ACONTECE QUANDO VOCÊ COME GORDURAS?

Após serem ingeridas, as gorduras são transformadas pelo sistema digestivo em Ácidos Graxos e Glicerol. O primeiro é um ácido e o segundo é um álcool.
Portanto, são substâncias de características e natureza diferentes e que pertencem a categorias física e química totalmente distintas das gorduras que lhes deram origem.

E para que servem os Ácidos Graxos e o Glicerol?
São usados como matéria prima na construção e na restauração dos músculos, da pele, do cabelo, dentre outros. Também são ingredientes essenciais na metabolização de vitaminas e sais minerais, na sintetização dos hormônios e das enzimas reguladoras dos processos químicos, biológicos e neurológicos do nosso corpo.

Então, isso quer dizer que as gorduras ingeridas nunca engordam?
Exatamente! Nunca engordam, independente da quantidade que você come.

O excesso de ácidos graxos e glicerol resultante de uma alta ingestão de gorduras é convertido em suplemento de energia para o funcionamento do corpo e, também para atender a demanda em grandes esforços, ou ainda para suprir eventuais carências de carboidratos.

Mas eu me sinto mal quando como muita gordura. Porquê?
A sensação de mal-estar ou enjoo após alta ingestão de gorduras acontece quando o fígado não está muito habituado a processa-las. Então, retome o hábito aos poucos e capacite seu fígado.

Como se classificam as gorduras e quais outras funções elas exercem na alimentação?

As gorduras se constituem na categoria de alimentos chamada lipídios. Os nutrientes fornecidos por estes não interferem diretamente no nível glicêmico (não aumentam a insulina). Por isso, proporcionam uma sensação de saciedade muito prolongada e, também, por essa razão, contribuem na perda de peso.
As gorduras se classificam em:
Gorduras insaturadas: provenientes de vegetais, como os óleos de soja, milho, etc...
Gorduras saturadas: provenientes de fonte animal, em sua maioria, como banha, manteiga, nata, gordura de coco.
Estas últimas são mais saudáveis e são responsáveis pelo sabor agradável dos alimentos.

Veja mais neste link: Como comer bem sem engordar

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Deus falando com você

Hei, você!
Para de ficar rezando, batendo no peito e repetindo frases alheias decoradas. Para de ir a esses templos lúgubres, obscuros e frios, que alguém por aí construiu e vem dizendo que é minha casa. Minha casa está nas montanhas, nos bosques, nos rios, nos lagos, nas praias e por aí, por esse Universo afora.

Para de me culpar por essa sua vida miserável! Eu nunca te disse que você é ruim, ou que é um pecador, nem que sua sexualidade é algo sujo e pecaminoso.

Para de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo. Eu não escrevi e nem pedi que escrevessem isso. E você não me encontrará em nenhum livro!

Confia em mim e para de me pedir misericórdia e privilégios exclusivos. Você não é melhor que seu irmão que você critica, portanto, não queira me ensinar como fazer meu trabalho em relação a vocês. E para de ter medo de mim. Eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo. Eu sou puro amor.

Para de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. Fui eu quem te fiz assim, cheio de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências. Não é culpa sua! Como eu poderia te castigar por você ser como é, se fui Eu mesmo quem te fez?

Fala sério! Você acredita mesmo que eu poderia criar um lugar para queimar, pelo resto da eternidade, todos meus filhos que fizeram isso ou que deixaram de fazer aquilo? Eu te dei o livre arbítrio pra você mesmo fazer uso. E eu sou Deus, sou Pai! Que tipo de pai poderia fazer isso? Deixe de bobagens!

Esquece qualquer tipo de mandamento, qualquer tipo de lei sagrada! São tudo artimanhas inventadas para te manipular e para te controlar, que só geram culpa em você.

Para de simular fé e de dizer que crê em mim. Crer é supor, adivinhar, imaginar. Eu não quero ser uma crença para ninguém. Eu sou de verdade! Basta olhar em volta e me verá e podes me sentir quando beijar sua amada, quando agasalhar sua filhinha, quando abraçar seu filho, quando acariciar seu cachorro, quando tomar banho no mar e quando contemplar o  firmamento.

Para de me louvar! Que tipo de Deus ególatra e vaidoso você pensa que eu sou? Não me louve e não me agradeça. Se pensa que com isso, afagas meu ego e me cativa, se engana! Eu sou maior que você e sua bajulação me aborrece!

Para de complicar as coisas e de repetir como papagaio o que te ensinaram sobre mim, pois te ensinaram tudo errado. A única certeza que te deixei é que você está aqui, que está vivo, e que Eu deixei este mundo e o Universo inteiro cheios de maravilhas para que você ame e contemple. 

Então, para que você ainda quer mais milagres? O pouco que lhe falta, eu lhe deixei os recursos para você mesmo conquistar. Por que quer tantas explicações sobre mim, se ainda nem conheceu seu semelhante? E para que viver a vida toda me buscando por aí, através de quem te engana em meu nome, se eu estou justamente dentro de você?

(Do pensamento de Baruch Espinoza, filósofo, cientista, teólogo e sociólogo holandês (1632/1677)

* Marcio Almeida é Engenheiro Mecânico e Engenheiro Industrial, Administrador de Empresas, Mestre em Gestão Governamental e Ciência Política, Especialista em Direito Administrativo Disciplinar, pesquisador autodidata em Sociologia, História Política e Social e Nutrologia, Meio-Maratonista, ex Diretor de Auditoria Legislativa e ex Presidente de Processos Disciplinares na Administração Federal Brasileira, M∴M∴