domingo, 21 de junho de 2015

O que significa Diet, Light, Fibra e Caloria



         1) Alimentos Diet e Light:  
      • Esses termos foram adotados originalmente para indicar alimentos sem açúcar (diet) ou com teor de açúcar reduzido (light), a fim de orientar pessoas com diabetes 
      • Por conveniência da indústria, perverteu-se o uso destas denominações para caracterizar alimentos com teor de gordura reduzido 
      • Ressalte-se que a redução do teor de gordura reduz também o valor nutricional e o sabor do alimento.
      • Baixo teor de gordura não não faz com que o alimento engorde menos nem que seja mais saudável, tampouco o classifica como diet ou light.   


         2) Fibra Alimentar:  
      • Trata-se da celulose, que é a fibra que constitui a estrutura dos vegetais, como a própria madeira, cascas, talos e nervuras das folhas.  
      • Não se constitui em alimento para humanos, pois só é digerido pelos ruminantes. O termo "fibra alimentar" é uma distorção tendenciosa.  
      • Ingerir fibra (celulose) não contribui em nada com a alimentação. Você pode se empanturrar de cascas de cereais, madeira, papel, algodão que seu organismo não absorverá nenhum nutriente útil. 
      • Excesso de fibras pode causar danos intestinais, dado à sua abrasividade.  

         3) Caloria:  
        • É uma unidade da Física usada pela Engenharia.
        • Destina-se a medir a quantidade de energia consumida ou liberada por um sistema térmico (máquinas e motores a combustão).  
        • Adotado impropriamente pela Nutrologia, esta unidade geralmente é referenciada em termos de Quilocaloria (1 Kcal = 1.000 calorias) 
          • Tecnicamente, uma Kcal é a energia capaz de elevar a temperatura de um litro de água em 1º C (grau Celsius).

             
          A quantidade de Caloria (Teor Calórico) indica o quanto o alimento engorda
          Resposta: Não!


          Veja por que nas comparações da tabela abaixo. 
           
          • Quantidade média de Calorias por 100 g de alguns produtos:  
          •  Alimentos com predominância de Carboidratos (vegetais): 500 Kcal
          •  Gorduras e Óleos: 1.000 Kcal
          •  Fibra (Celulose), Madeira, Carvão: 2.000 Kcal
          •  Gasolina: 4.000 Kcal
          • Nestes exemplos, o menor teor calórico, que são os carboidratos, engordam.
          • Já os materiais com maior teor calórico (carvão, gasolina e inclusive as gorduras), jamais engordariam alguém. 
          • Portanto, ao contrário do que pregam os mitos da nutrologia, a quantidade de caloria não tem qualquer relação com a quantidade que o alimente engorda. 
          • A quantidade que um alimento engorda está relacionada com o seu Teor Glicêmico 

            •  O que  é Teor Glicêmico?   
            • É a unidade que mede a proporção de cada nutriente que é convertida em Glicogênio na digestão.
            • Glicogênio é a única molécula que pode vir a ser convertida em gordura corporal nas células do corpo humano.
            • Por isso, as dietas pre fabricadas e listas indicando o que se deve comer, isso engorda, isso não engorda, não funcionam. São meros clichês que, no fim das contas, só servem para induzir o paciente a consumir os produtos de interesse da indústria.


                           Como é que se mede a quantidade calorias 
            • Usa-se um aparelho chamado Calorímetro, que é constituído de uma câmara de combustão envolvida por um vaso que contém uma quantidade conhecida de água.
            • O material (ou alimento) é colocado dentro do Calorímetro, onde será totalmente incinerado (queimado).
            • A quantidade de caloria contida nesse material (ou alimento) será a diferença entre a energia gasta na sua queima e o calor liberado, que será medido pelo aumento da temperatura da água.
            • Em outras palavras, Caloria é o calor gerado pela queima (incineração ) do material, geralmente usada para medir a capacidade energética de combustíveis (octanagem).
              Colaboraram:
              1) Doutor Erick Neves: Médico Especialista em Nutrição Esportiva e Nutrologia;

              2) Samara Adriao de Oliveira: Enfermeira, pesquisadora em Nutrologia;
              3) Camila Vinhal;
              4) Alexandre Lameiras.

              Nenhum comentário: